BIBLIOTECA

ESCOLA BÁSICA 2,3

EUGÉNIO DOS SANTOS



 

 

   

 

Livro de Contos

SONHOS AOS CACHOS

 
 

As Bibliotecas Escolares além de terem um importante papel educativo no acesso à informação, podem ter também um papel determinante na formação cultural dos alunos.

A biblioteca não se deve resumir a disseminadora de ideias e conceitos científicos, artísticos e de lazer. Cabe também à Biblioteca Escolar a produção de conteúdos culturais que, através da participação activa dos alunos, promovam actividades de divulgação dos conhecimentos adquiridos e da sua evolução cultural e pessoal.

É nesse sentido que a Biblioteca Escolar da EB 2,3 Eugénio dos Santos, se apresenta como uma editora, transmitindo ideias, aspirações e sonhos dos alunos desta escola.

A publicação em diversos suportes que inclui, como não poderia deixar de ser, os mais tradicionais como o papel e os mais recentes como o digital, tem-se mostrado uma componente forte de construção e consolidação de saberes, motivadora da cidadania, da auto estima e do sentido crítico.

Este projecto editorial, ainda em embrião, vai ganhando alguma solidez com o lançamento de publicações originais, fruto do trabalho colectivo ou individual dos alunos, e será o que a comunidade educativa quiser que seja, encontrando-se aberto a ideias e participações activas dos diversos actores deste processo educativo que se pretende e prevê dinâmico e auspicioso.

                                                                                                         (Professor Bibliotecário)

PREÂMBULO

 

    Já lá vão uns meses desde que o professor António Cardoso, da Escola EB 2,3 Eugénio dos Santos, me dirigiu o desafio de escrever uma estória com os alunos.

Gosto de desafios, por isso aceitei este. No entanto, tenho de confessar que estava longe de perceber todo o alcance do desafio que acabava de aceitar. Escrever um livro com os alunos é estar disponível em tempo útil para prosseguir com a estória mas, é, sobretudo, estar à altura da imaginação criativa de jovens, felizmente ainda não tocados pela peçonha que graça nas sociedades e que transforma criaturas positivas e alegres em seres domesticados e tristonhos.

Terminado este trabalho, quero afirmar ter sido, para mim, um imenso prazer nele participar. Quero ainda, se me é permitido, pois agora é a minha vez, fazer um desafio, a todos os jovens que nele participaram e a todos os que o lerem, para que nunca deixem morrer a criatividade, a vontade de sonhar, a alegria de viver e de brincar.

 

 O meu bem-haja,

Augusto Carlos

Fazer download  grátis do E-book "Sonhos..."